Teste aponta quando as compras tornam-se um problema

Prazer ou impulso incontrolável? A Serasa disponibiliza teste elaborado por coordenadores do grupo de compradores compulsivos do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo.

1.    Avaliou a real necessidade?
2.    Avaliou suas possibilidades financeiras?
3.    Fez pesquisa de preço e condições de pagamento?
4.    Pediu a opinião de outras pessoas?
5.    Negociou ou pechinchou?
6.    Deu um tempo a si mesmo para pensar?
7.    Comprou apenas o que estava programado?

Estimativas baseadas em estudos clínicos apontam que 5% da população brasileira sofra de oniomania. Segundo a psicóloga, esta doença está inserida no grupo dos transtornos do impulso, no qual também se enquadram os jogadores patológicos, os dependentes de internet e pessoas que sofrem de amor patológico. “A doença é desencadeada por questões emocionais percebidas pelo indivíduo como negativas ou frustrantes, que busca através da compra o alívio para essas emoções, uma sensação de bem-estar. Mas o prazer conquistado com a compra é momentâneo e dá lugar à vergonha e à culpa, principalmente quando o comprador compulsivo contabiliza prejuízos financeiros, pessoais e de relacionamento provocados pelo descontrole”, afirma Filomensky. “O transtorno do comprar compulsivo tem tratamento”, reitera.

Faça o teste e leia mais sobre compradores compulsivos: www.serasaconsumidor.com.br/testecompulsivo

Caso os consumidores queiram mais informações sobre o ato compulsivo de comprar, acessem os sites:
http://amiti.com.br/compras-compulsivas
http://www.associacaoviverbem.org.br/

Anúncios