Teste aponta quando as compras tornam-se um problema

Prazer ou impulso incontrolável? A Serasa disponibiliza teste elaborado por coordenadores do grupo de compradores compulsivos do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo.

1.    Avaliou a real necessidade?
2.    Avaliou suas possibilidades financeiras?
3.    Fez pesquisa de preço e condições de pagamento?
4.    Pediu a opinião de outras pessoas?
5.    Negociou ou pechinchou?
6.    Deu um tempo a si mesmo para pensar?
7.    Comprou apenas o que estava programado?

Estimativas baseadas em estudos clínicos apontam que 5% da população brasileira sofra de oniomania. Segundo a psicóloga, esta doença está inserida no grupo dos transtornos do impulso, no qual também se enquadram os jogadores patológicos, os dependentes de internet e pessoas que sofrem de amor patológico. “A doença é desencadeada por questões emocionais percebidas pelo indivíduo como negativas ou frustrantes, que busca através da compra o alívio para essas emoções, uma sensação de bem-estar. Mas o prazer conquistado com a compra é momentâneo e dá lugar à vergonha e à culpa, principalmente quando o comprador compulsivo contabiliza prejuízos financeiros, pessoais e de relacionamento provocados pelo descontrole”, afirma Filomensky. “O transtorno do comprar compulsivo tem tratamento”, reitera.

Faça o teste e leia mais sobre compradores compulsivos: www.serasaconsumidor.com.br/testecompulsivo

Caso os consumidores queiram mais informações sobre o ato compulsivo de comprar, acessem os sites:
http://amiti.com.br/compras-compulsivas
http://www.associacaoviverbem.org.br/

IV Virada Empreendedora acontece nos dias 26 e 27 de Abril

virada empreendedora startups

Participantes do Startup Run + Pitch Fight na Virada Empreendedora 2013

Com a temática “Por um Brasil mais Empreendedor”, a quarta edição da Virada Empreendedora será realizada entre os dias 26 e 27 de abril de 2014. O evento que já se consagrou como um dos maiores sobre empreendedorismo no Brasil terá novamente 24 ininterruptas de atividades realizadas na sede da Fundação Getúlio Vargas (FGV) em São Paulo (Rua Itapeva, 432).

Em sua edição anterior, realizada em abril de 2013, a Virada Empreendedora reuniu mais de 1.200 pessoas que não se importaram em usar o seu final de semana para aprender a gerir melhor suas empresas e ouvir empreendedores falarem sobre suas experiências. Neste ano, são esperados paras 24 horas de atividade dividias em sete “arenas de conteúdo” cerca de 2.500 empreendedores.

Vale ressaltar que a Virada Empreendedora é realizada de forma totalmente colaborativa, seja por parte dos curadores das “arenas de conteúdo”, seja por parte das parcerias estratégicas de serviços e materiais para a realização do evento. “A realização do evento é um grande desafio. Também sou pequena empreendedora e não disponho de muita verba. Mas graças à disposição de pessoas muito bacanas que trabalham para a fomentação do empreendedorismo no Brasil, a Virada Empreendedora vem se consagrando com grande sucesso.”, diz Ana Fontes, curadora do evento.

As arenas de conteúdo e os curadores da IV Virada Empreendedora já estão confirmadas e contará com grandes nomes na curadoria, como:
Marcelo Nakagawa – Empreendedorismo Social
Alice Salvo Sosnowski e Cláudia Mamede – Fórum Empreendedoras
Daniel Egger e Marina Miranda – Futurismo e Inovação
Vânia Nassif e Rose Mary Lopes – Educação Empreendedora
Gustavo Santi e Anderson Penha – Startup Run e Pitch Fights
Heloisa Motoki – Sua Empresa Vai Virar
Ana Lucia Pedro Fontes – Inspiração

Inscrições e mais informações no site: http://www.viradaempreendedora.com.br/

Bom texto publicitário + Neuromarketing = case de sucesso

* Por Lilian Gonçalves

Ao longo dos anos a humanidade acompanhou o desenvolvimento tecnológico e foi testemunha da criação de itens e mais itens de bens de consumo que facilitam o cotidiano da sociedade contemporânea. Entre eles o automóvel, o telefone, o computador, o caixa eletrônico e, mais atualmente, seus pares, como o carro flex, o smartphone, o ultrabook, e o internet banking, apenas para citar alguns exemplos corriqueiros.

Claro que a velha lei da oferta e da procura continua a mesma de décadas atrás e, se temos novas opções no mercado e compradores prontos para abrir a carteira, temos também muita concorrência! Em virtude da excessiva quantidade de mensagens publicitárias que faz parte do dia-a-dia dos consumidores, não basta mais criar campanhas de marketing com a ideia de entregar ao público o que ele quer. Agora é necessário entregar a ele o que ele quer, mas da forma como ele pensa.

De acordo com o Neuromarketing, a maior parte das decisões de compra é tomada no nível subconsciente de nossa mente. Portanto, se quisermos que o nosso consumidor nos escolha, é preciso falar diretamente com a área da mente responsável pela tomada de decisões: o cérebro reptiliano.

É aí que entram em cena as técnicas de redação publicitária (alimentadas pelas inúmeras possibilidades que a Língua Portuguesa põe à disposição) casadas com os resultados que as pesquisas neurológicas trouxeram à tona. Se o marketing tem a árdua missão de convencer o público-alvo a escolher a marca Y em detrimento da Z, porque não utilizar as características cerebrais de nossos consumidores, apontadas pelo Neuromarketing, como base para o desenvolvimento das mensagens publicitárias?

Textos em circuito fechado, associação semântica, coesão textual, linguagem diferenciada para cada target, apelos call-to-action, discurso deliberativo, entre tantas outras técnicas de redação podem (e devem!) ser utilizadas na hora de criar peças publicitárias. Indiferente se as mensagens sejam apenas textuais, como é o caso das campanhas de links patrocinados, ou se sejam fruto do casamento entre um bom texto e uma imagem atrativa.

Essas aplicações ajudam a ativar os neurônios espelhos e os marcadores somáticos dos interlocutores; amplificam o resultado do uso de inimigos, adotado pela publicidade já há muitas décadas; promovem o poder da dopamina, o chamado hormônio do prazer que nos faz querer repetir as atitudes que nos proporcionam experiências positivas (inclusive o uso de produtos e/ou serviços), além de enriquecer as campanhas com o marketing sensorial, que coloca os sentidos humanos em alerta, acelerando as decisões de compra.

Se antigamente as máximas do marketing indicavam que uma boa campanha era aquela que vendia os desejos afirmados pelos consumidores, atualmente as peças que podem se tornar um case de sucesso são aquelas direcionadas exclusivamente à mente dos interlocutores e que ficam armazenadas em seu subconsciente, para que sirvam como um voto de minerva na hora de escolher qual produto colocar no carrinho.

Aos redatores e profissionais de criação, aproveitem as descobertas da Neurociência e, principalmente, do Neuromarketing para desenvolver mensagens publicitárias que se transformem em lembranças vivas na mente de seus consumidores e estejam presentes nos milissegundos que separam um produto do status de sonho de consumo para compra realizada.

* Lilian Gonçalves desenvolve campanhas de marketing digital e pesquisas sobre inteligência de mercado e comportamento do consumidor. Com o tema “Neuromarketing aplicado à redação publicitária”

Curso realizado na ESPM incentiva a criação de Startups dentro de empresas

Criar um novo negócio inovador a partir de uma equipe enxuta – usando ferramentas como Business Model Canvas, Customer Development e Lean Startup – é alternativa para que empresas de todos os portes

labstartups
Como uma pequena empresa, como o Instagram, consegue em pouco mais de um ano fazer um negócio mais de um bilhão de dólares? Em busca dessa resposta, grandes companhias estão buscando criar “startups corporativas”, ou seja – pequenas equipes, multidisciplinares, que atuam com autonomia para gerar novas unidades de negócios. “Essa é uma tendência pois hoje usando as novas metodologias de gestão de negócios é possível ter resultados muito mais relevantes e em menor tempo do que os antigos departamentos de pesquisa e desenvolvimento” explica o professor Marcelo Pimenta, criador do “Laboratório de Startups”, curso intensivo do Centro de Inovação e Criatividade da ESPM – CIC ESPM.

O Curso tem o apoio de duas das principais instituições brasileiras ligadas ao tema das startups: ABStartups (Associação Brasileira de Startups) e o site Startupi (principal veículo de mídia sobre o assunto). O programa é voltado para aqueles responsáveis em criar novos negócios (seja dentro de empresas já existentes, seja para criar novas empresas) e acontece na modalidade intensiva, ou seja, em 28 horas/aula o participante vai aprender os maiores desafios de uma empresa que está começando a partir de uma imersão no ecossistema destartups brasileiras e internacionais.

No ano passado, o programa contou com três turmas que, ao longo de uma semana, conheceram ferramentas e metodologias que ajudam na criação de startups, desenvolvimento de clientes, validação de hipóteses e outros temas que envolvem o caminho do empreendedorismo. No último dia do curso, os participantes têm a oportunidade de apresentar seus negócios para uma banca de investidores composta por investidores privados ligados a Anjos do Brasil e ao Startupi e de aceleradoras como a Aceleratech.

O curso é ministrado e organizado pelo professor Marcelo Pimenta, jornalista, profissional de marketing, consultor e empresário com 20 anos de experiência, tendo sido um dos pioneiros do empreendedorismo digital no Brasil, também é Sócio fundador da Conectt S/A e do Laboratorium – Projetos Inovadores. É o curador de empreendedorismo da Campus Party e é co-autor dos livros Ferramentas Visuais para Estratégias e Tendências na Comunicação.

O corpo docente ainda é formado também pelos professores convidados Diego Remus (Startupi), Guilherme Junqueira (ABStartups) e Nei Grando. Remus foi apontado como o “TechCrunch” brasileiro, seu Startupi é o primeiro e mais importante blog brasileiro voltado para o mercado de startups. Junqueira é diretor-executivo da ABS e CIO na Jera, que desenvolve aplicativos mobile e possui em seu portfólio aplicativos como TecnoNutri, FutPub e FunSounds. Já Nei Grando, que fez graduação em processamento de dados e tem MBA em Administração, organizou o livro “Empreendedorismo Inovador – Como Criar Startups de Tecnologia no Brasil”, é consultor em estratégia e modelagem de negócios, gestão do conhecimento e tecnologia da informação, e mantém o Blog do Nei, espaço em que fomenta os temas de inovação, startups, mídia social e assuntos afins. Completam a lista de professores convidados Gustavo Santi (Storytelling), Hiran Murbach (Desenvolvimento do Cliente) e Aldo Pacheco (Ecommerce).

As inscrições vão até o dia 09 de fevereiro de 2014 pelo link http://www.espm.br/labstartups.
As aulas acontecem de 10 a 15 de fevereiro de 2014, de segunda a sexta-feira, das 18h30 às 22h30 e sábado das 9h às 17h30.

Um mundo de oportunidades para Startups na CPBR7

startup_makersA Campus Party Brasil 2014 terá uma nova área aberta, o Startup&Makers Camp. Um espaço dedicado para startups (empresas de software e aplicativos) e makers (empresas de hardware que operam robótica, wearables, devices, simuladores) que estão realizando uma revolução silenciosa com produções domésticas e atuação inovadora.

As 300 mais inovadoras do Brasil serão selecionadas para transferir seus escritórios durante o evento. Cada empresa receberá uma estação de trabalho para até 4 pessoas, onde, além de desenvolverem seus modelos de negócio, poderão vender seus produtos e serviços a um público potencial de 160 mil clientes.

Além disso as empresas poderão fazer parcerias entre si, acessar investidores nacionais e estrangeiros e conhecer talentos campuseiros – programadores, designers, conteudistas e marketeiros que podem colaborar no desenvolvimento do negócio.

As inscrições podem ser realizadas no link: http://www.campus-party.com.br/2014/startup-makers-camp.html

Gigantes do e-commerce brasileiro no Congresso E-Commerce Brasil

congresso-operacoes-e-negocios-ecommerce-varejo-onlineLogística, operação, métricas, controle e novos negócios fazem parte dos temas discutidos no Congresso de 2013

Acontece em 25 de outubro, em São Paulo, o Congresso E-Commerce Brasil Operações & Negócios, realizado pelo Projeto E-Commerce Brasil e oferecido por IBOPE e-commerce, Dev Buscapé Company e iMasters.

Direcionado a profissionais de operação de e-commerce ou relacionados ao segmento, o evento tem como foco o estudo do processo operacional que está por trás de uma operação de e-commerce e suas oportunidades de negócios. Com a participação de profissionais do setor, o evento contará com palestras do Facebook, Google, Dafiti, Ibope, Correios e outras grandes empresas do setor. Mil congressistas são esperados no Hotel Unique, na capital paulista, para participar de 20 sessões que englobam palestras, paineis, apresentação de cases e talk shows, realizadas em um único auditório pelo período da manhã e distribuídas em três auditórios pela tarde, apresentados pela Vivianne Vilela, Gustavo Santi e In Hisieh.
apresentadores-congresso-ecb

As inscrições podem ser realizadas pelo site:

https://www.ecommercebrasil.com.br/eventos/congresso-e-commerce-brasil-operacoes-negocios-2013/.

Serviço:
Data:
25 de outubro de 2013
Horário: a partir das 9h
Local: Hotel Unique – Av. Brigadeiro Luís Antônio, 4700 – São Paulo – SP.
Informações: https://www.ecommercebrasil.com.br/eventos/congresso-e-commerce-brasil-operacoes-negocios-2013/